segunda-feira, 25 de março de 2019

Ministério da Saúde alerta sobre riscos da tuberculose


Estima-se que, em 2017, cerca de dez milhões de pessoas ficaram doentes por tuberculose e a doença causou mais de um milhão de mortes, sendo considerada uma das dez principais causas de morte no planeta.
Repórter Janary Bastos Damacena

A tuberculose é um desafio para diversos países. Estima-se que, em 2017, cerca de dez milhões de pessoas ficaram doentes por tuberculose e a doença causou mais de um milhão de mortes, sendo considerada uma das dez principais causas de morte no planeta. No Brasil, a incidência, ou seja, a proporção de novos casos surgidos foi de 34 pessoas para cada 100 mil habitantes. Esses dados apontam que em 2017, mais de quatro mil e quinhentas pessoas morreram, vítimas da doença. Apesar dos números, o Brasil atingiu as Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose, que tinha como objetivo reduzir a incidência e mortalidade da doença em 50% até 2015, quando comparado com os resultados de 1990. Apesar de ter avançado, o brasileiro deve ficar sempre alerta, como afirma Denise Arakaki, coordenadora do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde.

“A primeira prevenção é a vacina BCG, que é aplicada no recém-nascido. Essa é a primeira forma de prevenção! A gente vacina os recém-nascidos para evitar que as crianças pequenas, mais ou menos a idade pré-escolar, tenham a formas graves de tuberculose. Evita que a criança tenha a forma meníngea ou a forma miliar que são as formas graves da doença”.

Para marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose e ampliar o acesso à informação, o Ministério da Saúde lança, no domingo, dia 24 de março, uma campanha publicitária chamando a atenção para a importância de observar os sintomas da doença. Denise Arakaki, explica quais os principais:

“Além da tosse, a gente tem esses três outros sintomas que contribuem para aumentar suspeita da tuberculose: febre baixa no final do dia, suores noturnos e emagrecimento inexplicado. Outros sintomas que são um pouquinho menos relacionado, que são mais gerais, que podem aparecer em qualquer doença que é o cansaço excessivo, a falta de vontade, a apatia para os exercícios, para as atividades cotidianas, também são sintomas que podem contribuir para a suspeita”.

A campanha será voltada para homens entre 25 e 40 anos, os mais afetados pela tuberculose. Com um slogan “com o apoio de todos, vamos acabar com a tuberculose”, a campanha alerta para o diagnóstico precoce e o tratamento sem interrupção, essenciais para a cura da doença.

Blog do Brother com agenci do radio mais

Envie sugestões de pautas para rubemardejesus@gmail.com

Produtos para informática e eletrônicos com preços baixos, é na Brasil Facin Informática
Acesse agora; www.brasilfacin.com.br