domingo, 9 de dezembro de 2018

Esquerda sempre se alimentou dos mais pobres, diz Bolsonaro

#noticiasodia
#Bolsonaro
//

Bolsonaro falou com participantes do evento por vídeo chamada
Reprodução

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou em uma participação por vídeo chamada na Cúpula Conservadora das Américas, realizada neste sábado (8) em um hotel em Foz do Iguaçu (PR), que a esquerda brasileira se alimenta dos mais pobres para crescer.

"Eles vão sempre para os locais mais pobres, para a partir de ali crescer. O oxigênio deles são a população mais pobre", afirmou Bolsonaro em seu discurso sobre a ascendência da esquerda na América do Sul, relativizando com a ação de guerrilhas brasileiras na década de 70.


Bolsonaro também atribuiu sua vitória nas disputas presidenciais ao medo dos brasileiros de que o país passe por uma situação semelhante à da Venezuela, principalmente se outro candidato tivesse sido eleito.

Ele também afirmou que caso a direita brasileira não faça uma grande mudança no país, "o PT volta com muito mais força do que tinha no final do governo de Dilma Rousseff".

No discurso Jair Bolsonaro também comentou sobre o ataque que sofreu em Juiz de Fora (MG), afirmando que a investigação tem sido muito difícil pois "há um aparelhamento (da esquerda) de quase todas as instituições da América do Sul".

Bolsonaro terminou seu discurso afirmando que "quer jogar uma âncora da democracia no país" e que todos têm "obrigação de fazer o Brasil dar certo".

A Cúpula Conservadora das Américas é organizada pela Fundação Indigo, do PSL. Ao final do evento, a cúpula deverá lançar a "Carta de Foz", um documento com os principais pontos discutidos ao longo deste sábado. O texto servirá de diretriz para movimentos de direita no continente americano, segundo os organizadores do evento.