Pesquisar por Notícias

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Empreededorismo: Mercado Livre capta R$ 245 milhões para oferta de crédito ao empreendedor no Brasil

Loja de informática


O Mercado Livre, através de sua unidade de negócios Mercado Crédito, anuncia a conclusão de rodada de investimentos que totaliza R$ 245 milhões em seu FIDC – Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Trata-se de uma das maiores e mais importantes captações da história envolvendo fintechs em toda a América Latina. O grupo de investidores que liderou a rodada é composto pelo BID Invest, instituição de setor privado do Grupo, Banco Interamericano de Desenvolvimento (Grupo BID), e pela Captalys.

O valor destinado ao FIDC tem como objetivo impulsionar a oferta de crédito do Mercado Livre para os pequenos negócios, que hoje têm acesso limitado a crédito junto às instituições financeiras tradicionais. De acordo com o último Boletim Ceper/Fundace – com base em dados Banco Central -, os recursos destinados às grandes empresas cresceram 1%, enquanto para micro, pequenas e médias empresas, caíram 25% desde o início de 2018, em comparação com o ano passado.

"Com a consolidação destes aportes, a oferta do Mercado Livre evolui para um outro patamar, contribuindo ainda mais para a movimentação da economia e fomento do empreendedorismo no Brasil. O mais importante é que poderemos ampliar o alcance do crédito para essa base com uma carteira rentável, transparente e com baixa volatilidade. Isso garante que possamos atender às necessidades de nossos clientes e ajudar a impulsionar seus negócios, democratizando o acesso ao crédito para micro e pequenos empreendedores", afirma Daniel Stephens, Gerente Sênior do Mercado Crédito no Brasil.

O Mercado Crédito já concedeu mais de R$ 665 milhões em crédito para vendedores online no Brasil, utilizando uma análise de pontuação própria que permite a pré-aprovação do crédito – o valor chega a R$ 350 mil, em até 12 parcelas, dependendo do perfil – a partir da avaliação do histórico transacional do cliente.

Este modelo mais abrangente de análise de crédito foi decisivo para a conclusão do aporte. "Para nós, é importante trabalhar com uma empresa no âmbito do Mercado Livre comprometida com a inclusão financeira da América Latina. Seu processo de gestão de crédito, por meio da análise de dados para avaliação de risco, facilita o financiamento a um grande número de pequenos e médios empreendedores brasileiros que, de outra forma, não poderiam continuar a crescer. O BID Invest está comprometido em apoiar as empresas de Fintech na região", confirma Gema Sacristán, diretora geral de negócios da BID Invest.