quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Confira as propostas dos presidenciáveis para diminuir o desemprego no país



Por Geovanna Gravia

De acordo com dados o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados em agosto deste ano, a taxa de desemprego no Brasil é 12,3%. Cerca de 12,9 milhões de brasileiros estão desempregos. A taxa de desalento cresceu 17,8% em um ano. Ou seja, cerca de 4,8 milhões de brasileiros desistiram de procurar emprego.
ÁUDIO: Acesse a versão desta matéria para emissoras de rádios
A criação de novos emprego é uma demanda da sociedade. Às vésperas do primeiro turno da eleição presidencial, os candidato apresentam suas propostas sobre o tema.

Jair Bolsonaro (PSL)

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, defende que o governo não deve “atrapalhar quem quer produzir alguma coisa”. “Um Presidente da República, um Governador, um Prefeito ele não cria emprego. A não ser que ele abra concurso ou leve em votação o surgimento de novos cargos comissionados. O que um governo tem que fazer é não atrapalhar quem quer empreender, quem quer investir, quem quer produzir alguma coisa", defende.

Henrique Meirelles (MDB)

O candidato do MDB propõe um crescimento do país de 4% ao ano e a criação de 10 milhões de empregos durante seu mandato.
“Para criar emprego para que de fato o Brasil possa crescer, é preciso equilibrar as contas públicas e confiança, aumentar a confiança no país”, ressalta.

Fernando Haddad (PT)

O candidato do PT, Fernando Haddad, propõe um plano emergencial que inclui a contratação de dois milhões de novas moradias do programa "Minha Casa, Minha Vida".
“Você não vai ter uma bala de prata para combater o problema do desemprego. É um meio ambiente, um ecossistema de oportunidades que você tem que criar. Passa por várias etapas desse processo”, afirma.

Ciro Gomes (PDT)

O pedetista Ciro Gomes sugere a criação do programa "Nome Limpo", como forma de tirar o nome dos brasileiros no SPC e Serasa e reaquecer a economia. "Consumo das famílias é um dos motores importantes. Hoje, o Brasil tem 63 milhões de pessoas com o nome sujo no SPC. Eu vou ajudar a pagar essas dívidas e limpar o nome dos brasileiros para que eles voltem a consumir”, promete.

Geraldo Alckmin (PMDB)

O tucano Geraldo Alckmin quer eliminar o déficit público em dois anos com redução de despesas e simplificar o sistema tributário, através do Imposto sobre Valor Agregado (IVA). "Brasil precisa voltar a crescer, atrair investimento privado e gerar emprego e renda", esclarece.

Marina Silva (Rede)

A candidata da Rede assegura a criação de dois milhões de novos empregos através do programa "Sol para Todos", que quer contratar o equivalente a uma usina de Belo Monte em energia solar no país até 2022, com foco no Nordeste.

O primeiro turno das eleições presidenciais ocorre neste domingo (7), das 8h às 17h. Ao todo, 13 candidatos concorrem ao cargo. Em caso de segundo turno, os eleitores votam novamente no dia 28.
#Eleições2018


Agência Rádio mais

DIETA DE EMAGRECIMENTO COMPROVADO EM 3 SEMANAS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *