sexta-feira, 22 de setembro de 2017

CDR debate fechamento de Bancos Postais dos Correios


A audiência foi proposta pela presidente da CDR, Fátima Bezerra
Roque de Sá/Agência Senado

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) realiza, nesta terça-feira (26), audiência pública sobre o fechamento de 1.300 agências de Bancos Postais dos Correios em todo o Brasil.

Fátima Bezerra (PT-RN) justificou, ao solicitar a audiência, que as agências dos bancos postais dos Correios atuam na condição de correspondentes bancários do Banco do Brasil, promovendo a inclusão bancária e, portanto, garantindo às populações dos municípios mais afastados dos municípios-polos a prestação de vários serviços à população que só poderiam ser realizados em uma agência bancária.

A senadora ressaltou que o fechamento dessas agências de Bancos Postais acarretará prejuízo irreparável para a população, que ficará sem acesso a serviços bancários em suas cidades e precisará deslocar-se para cidades polos com agências bancárias para terem acesso a tais serviços.

— Retirar a prestação de serviços por essas agências dos Correios nos pequenos municípios é deixar a população ainda mais vulnerável à violência, sobretudo os idosos que terão que se deslocar em quilômetros para receber seus benefícios — disse.

Foram convidados para o debate, o presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos o presidente do Banco do Brasil, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e o secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (FENTECT).
Plano de Trabalho

Na mesma reunião, a CDR deve votar plano de trabalho para avaliar as políticas públicas sobre segurança hídrica e gestão das águas nas regiões Norte e Nordeste. De acordo com Fátima Bezerra, essa avaliação é fundamental diante das crises hídricas enfrentadas, sobretudo, pela população do semiárido brasileiro, que abrange a maior parte do Sertão e do Agreste, em 1.133 municípios de nove estados do Brasil.

— Analisar o andamento das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco será um dos principais elementos da presente avaliação, sobretudo quanto ao modelo de gestão de águas e aos recursos orçamentários necessários para assegurar o abastecimento das populações a serem beneficiadas pelo projeto — disse.

Para avaliar essas políticas públicas sobre segurança hídrica, a Comissão pretende coletar dados com diversos órgãos, realizar audiências públicas e analisar legislações correlatas. O plano prevê ainda a elaboração de um relatório da avaliação, a ser apreciado pela CDR até o final desta sessão legislativa.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe: 
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211) 
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Blog do Brother


PUBLICIDADE




anuncie_aqui


RÁDIO FORROZEANDO A MELHOR RÁDIO DA WEB. BAIXE AGORA; https://play.google.com/store/apps/details?id=radio.forrozeando1




Whatsapp 81 9 8737-5012
Facebook: https://www.facebook.com/Brother1973Baixe nossos Aplicativos - na Play Store

Participe de grupo blog do irmão enviando seu contato para 81 98737-5012

Sugestões de pautas, elogios, e reclamações use os contatos acima.


AVISO! A reprodução total ou parcial é tão permitida desde que uma fonte de energia, de outra forma iremos denunciar aos organismos competentes por plágio.

banner dos apps